EI,VOCÊ,TRABALHADOR! shellAHAvellar

Operários-Tarsila do Amaral

Ei,Você,trabalhador!

Retalho de desprezos

Máquina de moer carne

Fragmento de horrores

Que impõem o silêncio

Diante do podre poder.

Ei,Você,Trabalhador

Colecionador de combates

Exumador de sonhos

Em holerites de Alfarrábios

Ei,Você, Trabalhador

Que bate à porta do corsário

De armações ilimitadas

E, se lança em alto mar

Por um punhado de moedas,

Ei,Você,Trabalhador

Judas de si mesmo.

Você mesmo,

Fugitivo da própria história

Ainda é tempo

De se reescrever .

Ei,Você, Trabalhador

De pé no cais

De frente pro Atlas

Com bilhete de entrada

Para infinitas possibilidades.

Ei,Você, trabalhador

Em Sua carta de alforria

Elipse de maravilhas raras

Hoje,Você assina seu nome

Com sobrenome Liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *