TRANSversando Shellah Avellar

CADERNO ABERTO

NA PÁGINA

TRANS.

TRANSGRIDO.

SOU MEU PRÓPRIO ANJO.

CAÍDO.

CELULAR EM VIVA-VOZ

QUE DÁ SEMPRE

SINAL DE OCUPADO.

TRANSITIVA.

BINÁRIA.

MÚLTIPLA.

SUBVERTO.

SUJEITO

INEXISTENTE,

RODOPIO.

SILENCIO.

GRITO!

MARIPOSA

DE NOITES LOUCAS.

TRANSCENDO.

DE UM DIA

QUE EU NÃO SABIA

QUEM EU ERA.

ME JOGO

EM NUVENS

DE SUSTO.

QUE, LOGO,

ME MADRUGAM.

ECOS CEGOS.

MISTÉRIOS.

POESIA

FRIA.

HIERÓGLIFO.

DESVENDO A MULHER

PLENA.

METAMORFOSE DE SIGNOS.

BORBOLETA -DESVARIO

QUE VOA

TRANSCREVENDO

A PRÓPRIA

HISTÓRIA.

4 respostas para “TRANSversando Shellah Avellar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *