VOVÓ TÉRCIA, O OVO PRIMORDIAL shellAHAvellar

Para Camilla Wottoon Villela

Olhar profundo. Fala mansa e sensata. Pensamento bem articulado. Camilla com dois elles – estilo fashion no último – é pura arte na vitrine de sua própria aparência.

Mãos bem cuidadas. Esmalte laranja reforçam a vontade de se reacender perpetuamente ,nas memórias que evocam sua Vovó Tércia.

Ou Vó Téte, mulher guerreira, que rodava as saias longas e coloridas na roda de uma vida de exemplos de fortaleza e ação.

Quebrando as correntes da união conjugal, assumiu os rebentos da procriação.

Separou-se de Alan Wooton, cuja herança se limitou aos temperos ingleses misturados ao sabor da sua cozinha pernambucana, e ao som de Frank Sinatra.

rouge dos cajus e caquis povoavam a rotina vegetariana de Vó Téte, que à imagem dos índios ,adormecia quando escurecia e acordava quando o sol nascia.

O rádio anunciava seu despertar: – “VamoEmbora! VamoEmbora. Tá na hora!” Indício de que era  hora de abraçar o dia com todas as suas surpresas.

A ruptura do casamento, levou Vó Tércia para  o sítio em Lourenço da Serra, que povoa o imaginário de seus netos, até hoje com insights de alegria e gosto de fruta madura.

A convivência diária com os primos, transmutados em irmãos, pela condição de filha única de Camilla, traz o conforto  da companhia, a proteção e o amparo inexpugnável de uma fraternidade do próprio sangue.

Essas lembranças agasalhadas pelo manto de incorruptibilidade de Vovó Tércia, erigidas nos natais em família, assentam Camilla nos vínculos que permeiam a estrutura da mulher forte e decidida que vislumbro hoje.

A combinação “estilosa” de sua indumentária, com certeza é herança de vó Téte, que mergulhava os netos no sensível e agudo observar dos ciclos do tempo.

A militância política e engajada da avó em causas de respeito às mulheres e à Mata Atlântica, remontam ao Mito de Eva- o útero que gera com responsabilidade e acompnaha a continuidade, com perícia de Mestra, quase deusa para Camilla.

A foto em escadinha etária com os primos e a avó nos almoços dos 25 de dezembro, ao longo de sua história, ao sabor do strogonoff, batata palha e coca-cola, é o ponto vital de sua memória afetiva.

Como no princípio da Escada de Jacó, em sua busca pela iluminação, Camilla resgata nos recônditos da alma, o farol que ilumina sua estrada, rumo a sua própria superação.

A imagem de Vovó Tércia, é o ápice desta busca por si mesma, o ovo primordial.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *